Brasil perde para Londrina e segue sem triunfar fora

img_0241
Foto: Site do Brasil/PEL – Carlos Insaurriaga

A partida foi de intensa disputa, de muita marcação e se resolveu em um detalhe. Jogando no estádio do Café, o Brasil foi derrotado por 1 a 0 pelo Londrina. Itamar, no começo do segundo tempo, marcou o gol dos paranaenses na noite desta terça (28). Agora, o rubro-negro volta a jogar, teoricamente, em casa. Com mando de campo, mas jogando em Caxias, o time do técnico Rogério Zimmermann enfrentará o Joinville, no sábado (2), às 16h.

Primeiro Tempo

Já no primeiro minuto de bola rolando, Marcos Paraná ganhou bola na linha lateral, cruzou para a área e Felipe Garcia desviou para obrigar o goleiro do Londrina a fazer um milagre. Aos 10, depois de boa jogada de Nem, Clébson chutou rasteiro para fora. Aos 13, Ramon cruzou para Marcos Paraná, da entrada da área, bater por cima. Clébson, aos 19, foi acionado por Felipe Garcia, empurrado na área e nada foi marcado para o Brasil.

Felipe Garcia, aos 30, ganhou disputa no alto e viu Marcos Paraná driblar o marcador na linha de fundo e chutar com perigo sobre o gol paranaense. Nem, aos 38, fez uma linda jogada. O meia dominou a bola na defesa, matou no peito e saiu driblando os adversário até acionar Ramon, que invadiu a área e chutou prensado, ganhando escanteio. Aos 44, ainda teve tempo de Washington chutar para fora.

Segundo tempo: o gol

Na segunda etapa, porém, o único gol da partida foi marcado aos 3 minutos. Itamar subiu alto, no meio da área, e cabeceou no ângulo de Eduardo Martini. Aos 15, Clébson aproveitou rebote e bateu por cima. Aos 20, Clébson cruzou para Felipe Garcia cabecear com perigo e ver a bola tirar tinta da trave direita do Londrina.

Mesmo com a insistência, o time do técnico Rogério Zimmermann não conseguiu balançar as redes do Tubarão. Agora, o próximo adversário Xavante é o Joinville, no sábado (2), às 16h, no estádio Centenário, em Caxias do Sul.

Avaliação do treinador

Rogério Zimmermann salientou que as vitórias nas últimas rodadas tem sido por diferença de um gol. Assim, avaliou que o jogo foi decidido no detalhe. Ressaltou também que sua equipe não se absteve de jogar.

“A partida foi do mesmo nível das outras, a mesma regularidade. O resultado – evidentemente – não foi bom.”

O treinador foi questionado a importância de fazer o “dever de casa” em virtude da regularidade do campeonato. Na resposta, voltou a lembrar que o Brasil não tem jogado no Bento Freitas. Zimmermann disse que a pressão da torcida faz diferença e que o Xavante não pode contar com isso.

“Em dez partidas, veja só, em dez partidas, o Brasil vai jogar só uma no Bento freitas. É claro que isso não é culpa de ninguém. Mas é importante ressaltar o quanto esse grupo tem dificuldade (…) Estamos jogando sem torcedor. Quando jogamos num estádio com torcida nós sentimos diferença.”

Ouça a coletiva completa


Texto sobre o jogo: Assessoria de imprensa xavante

Áudio: Captado da transmissão da Rádio Pelotense

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s