Supercopa: datas da final entre Caxias e Ypiranga

Caxias e Ypiranga são os finalistas da Copa Caçapava, a copa da região Norte. Sábado, 29, ocorre o primeiro confronto entre as equipes. O jogo no Estádio Centenário inicia às 16 horas. O jogo da volta no Estádio Colosso da Lagoa, porém, ainda não tem data confirmada pela tabela da Federação Gaúcha de Futebol.

CLASSIFICAÇÃO DO YPIRANGA

O primeiro a se classificar neste grupo foi o Ypiranga. O time de Erechim venceu o PRS no Estádio Alcides Santa Rosa por 2 a 0 no primeiro jogo. Depois, no dia 21, sexta-feira última, goleou a equipe de Garibaldi por 4 a 0 no Colosso da Lagoa. Os gols desse jogo foram marcados por Carlão, Maycon, Túlio Renan e Joãozinho.

Na coletiva do final de jogo, o treinador do PRS, Júlio César Nunes afirmou que a maturidade do elenco canarinho prevaleceu. Parabenizou, porém, o trabalho dos jogadores pela pouca idade dos atletas. Lembrou que a média de idade do elenco é de 19 anos e que o trabalho do PRS se resume a alguns meses, mas, ainda assim, avançou até uma semifinal ao passo que times tradicionais, como o Juventude, ficaram pelo caminho:

CLASSIFICAÇÃO DO CAXIAS

Por sua vez, o Caxias eliminou a Apafut de Flores da Cunha. No dia 18, os grenás venceram o rival por 1 a 0 no Homero Soldatelli. Sábado, 22, no Centenário, houve empate em 1 a 1. Marlon marcou o gol dos mandantes e Flávio guardou para os visitantes.

Na saída do jogo, porém, o jogador Lacerda, do Caxias, reclamou da atuação do grupo. “Muito mal. Se a gente quer ser campeão tem que melhorar muito. A gente treina bem, chega no jogo não consegue. A gente tá sofrendo contra  Apafut , tem que melhorar muito para o Gauchão”.

Nicolas Johan retornou nesse confronto após 80 dias longe e disse que espera estar em condições físicas o mais rápido possível para ajudar o grupo nas finais.

O treinador Luis Carlos Wink evitou projetar o embate com o Ypiranga. O motivo, conforme ele, são os ajustes que foram testados nesse jogo, que foi utilizado inclusive para dar ritmo a alguns atletas. Sobre possíveis dispensas, frisou que cabe a direção definir. Contudo, expôs que os diretores já sabem a opinião dele sobre o assunto.

José Caetano Setti, diretor de futebol, afirmou que o Caxias passa por uma reformulação ainda, após a saída do técnico Beto Campos. Sobre a formulação do elenco para o Estadual 2017, disse que o método de trabalho do Wink é diferente do método do técnico Beto Campos e que o desafio agora é montar um time do jeito que ele gosta de ver jogar. A respeito do jogo contra o Ypiranga, ele acredita que será um jogo mais cadenciado:

Vai se tornar um jogo difícil. Mas o Caxias vai buscar o título. A gente não pode pensar diferente disso”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s